Disney estuda a possibilidade de incorporar o streaming Hulu ao Disney Plus

Proposta de fusão seria vantajosa para a Disney, mas esbarra em questões como a possibilidade de transmitir conteúdo ao vivo e se produções com classificação indicativa adulta sequer estariam disponíveis no streaming.

Antes mesmo do lançamento do Disney Plus, a Disney já tinha alguns planos para o futuro do seu serviço de streaming por conta da aquisição da Fox. Um deles era incorporar o Hulu, outra plataforma de conteúdo audiovisual sob demanda em funcionamento nos Estados Unidos, que agora está sob sua alçada. Segundo uma reportagem do Collider, parece que a Disney agora está mesmo estudando maneiras de mesclar o conteúdo do Hulu com o Disney Plus.

Hulu é uma plataforma de streaming e vídeo on demand atualmente funcionando nos EUA e no Japão, com planos de expansão para o ano que vem. Quem detém o comando do serviço é a Disney, que possui a maior parte, e a Comcast. Mas o que diferencia o Hulu de concorrentes como Netflix e Amazon Prime Video é que ele também exibe (além de filmes, séries e produções originais, sendo The Handmaid’s Tale uma delas) séries populares de vários canais de televisão tradicionais com acesso antecipado e algumas transmissões ao vivo – é justamente esta característica que pode ser um empecilho caso haja mesmo a tentativa de incorporar o catálogo do Hulu ao Disney Plus.

Tal ação traria algumas vantagens à Disney: agora que ela comanda seu próprio serviço de streaming e o serviço que anteriormente era parceiro da Fox, juntar tudo em uma plataforma só faria mais sentido do que ter seus assinantes “dissipados” em dois serviços da mesma companhia. Falando em números, atualmente há 73,7 milhões de assinantes no Disney Plus e 36,6 milhões no Hulu. Falando especificamente do Brasil, algumas produções que são exibidas pelo Hulu lá fora, como “The Handmaid’s Tale” e “The Good Doctor”, são transmitidas pelo Globoplay aqui, que tem parceria com o Disney Plus e é possível até mesmo assinar os dois streamings no mesmo pacote por um valor único.

LEIA +  Kratos, protagonista de "God of War", pode entrar para o elenco de estrelas do jogo "Fortnite"

Outro ponto importante tem a ver com a chamada “guerra do streaming”: agora que a Warner anunciou que, para 2021, seus filmes serão simultaneamente lançados nos cinemas e disponibilizados por um mês no HBO Max, a Disney pode enxergar nesta incorporação do Hulu ao seu serviço uma forma de oferecer mais conteúdo e disparar na frente da concorrência para além dos famosos títulos sob sua asa, como os filmes da Marvel e da Pixar. Isso sem contar os outros títulos da Fox que ainda não estão disponíveis no Disney Plus.

Mas há também a questão, ainda sem solução, de como a Disney pretende disponibilizar seus filmes e séries com classificação indicativa acima de 14 anos. Se mesmo tendo todo o catálogo da Fox à sua disposição ainda não é possível assistir a “Deadpool”, “Logan” ou até mesmo “Duro de Matar” no streaming, fica a dúvida de como uma empresa tão familiar quanto a Disney poderia incorporar não só os filmes citados anteriormente, mas também as produções mais adultas do Hulu.

De acordo com a reportagem do Collider, um porta-voz do Hulu afirmou que tudo ainda é “especulação hipotética e [que] não existem tais planos” de fundir o serviço ao Disney Plus. Mas como a possibilidade foi levantada antes mesmo da estreia da plataforma da Disney, há chances de que algum desdobramento do assunto possa acontecer nos próximos meses.

Deixe um comentário! :)